PremiumVinhos premium com relações custo x benefícios que vão te surpreender. Confira!

Link copiado!

(0 avaliações)

M. Chapoutier Pays d'Oc Rosé 2019

(0 avaliações)

Por que comprar com a gente?

Parcele suas compras acima de R$120

Novos rótulos e ofertas imperdíveis diariamente

Ficou na dúvida? Nossos experts te ajudam a escolher

Ficha Técnica

Doçura

Acidez

Tanino

Frutado

Baseadas nas análises dos nossos sommeliers

Tipo de vinho

Rosé

País

França

Região

Languedoc-Roussillon

Teor alcoólico

12,5%

Tipo de fechamento

Rolha de cortiça

Produtor

M. Chapoutier

Serviço

9ºC

Volume

750mL

Uvas

Grenache, Cinsault, Syrah

Safra

2019

Potencial de guarda

2023

Maturação

4 meses em tanques de aço inox

Premiações

The World’s Most Admired Wine Brands Drinks International 2019

Premiações

  • TWMAWB-2019

Sobre o vinho

Ari Gorenstein
Ari Gorenstein

Ari Gorenstein

Sommelier da Evino

As marcas do trabalho impecável de Michel Chapoutier aparecem nos goles delicados e leves deste rosé Grenache-Syrah que, com um toque de Cinsault, apresenta sabores e aromas que fazem dele o par perfeito pra pratos da culinária Mediterrânea.

Visual

Rosa claro e brilhante

Nariz

Frutas vermelhas maduras

Boca

Leve e suculento com sabor intenso de frutas vermelhas

Harmonização

Salada mediterrânea, salmão assado com legumes

Conheça este Produtor

França

M. Chapoutier

França

A história da vinícola começa em 1808, com a instalação das primeiras caves. Em 1897, a Calvet et Compagnie passou a se chamar Deléphine et Chapoutier, representando a união entre os franceses Rodolphe Delépine e Marcius Chapoutier e marcando as primeiras exportações da produtora. Ao assumir a frente da vinícola, o bisneto Michel Chapoutier passou a investir em inovações constantes, incluindo a expansão da produtora pra terras de Portugal e da Austrália; a defesa do cultivo orgânico e biodinâmico e a produção a partir do conceito de vinhos de terroir. Na França, Chapoutier tem vinhas em Hermitage e em todo o Rhône, incluindo Côte Rôtie, Châteauneuf-du-Pape e Condrieu, além de terras no Languedoc-Roussillon e em Provence.

M. Chapoutier