Todos os ProdutosTodos os produtos

Link copiado!

    (0 avaliações)

    Flor de Sal Aragonez Syrah

      (0 avaliações)

      Por que comprar com a gente?

      Parcele suas compras acima de R$120

      Novos rótulos e ofertas imperdíveis diariamente

      Ficou na dúvida? Nossos experts te ajudam a escolher

      Ficha Técnica

      Doçura

      Acidez

      Tanino

      Frutado

      Baseadas nas análises dos nossos sommeliers

      Tipo de vinho

      Tinto

      País

      Portugal

      Região

      Alentejo

      Teor alcoólico

      13,5%

      Tipo de fechamento

      Rolha

      Produtor

      Ervideira

      Serviço

      16ºC

      Volume

      750ml

      Uvas

      Aragonez, Syrah

      Safra

      2019

      Potencial de guarda

      2024

      Sobre o vinho

      Jessica Marinzeck
      Jessica Marinzeck

      Jessica Marinzeck

      Sommelière da Evino

      A história da Ervideira remonta ao ano de 1880, quando o Conde D’Ervideira – condecorado pelo Rei D. Carlos I de Portugal – iniciou a produção de vinho na região de Évora. Desde então, o Conde se dedicou integralmente às suas funções como político e viticultor, deixando um legado de paixão pros seus sucessores. Flor de Sal é um projeto associado à quinta geração de vinhos Ervideira, que têm como essência a vontade de elaborar rótulos irreverentes e inovadores, unindo a portuguesa Aragonez e a francesa Syrah em um tinto fresco, de perfil jovem e frutado.

      Visual

      Vermelho-rubi intenso

      Nariz

      Notas intensas de ameixa, especiarias e chocolate

      Boca

      Aveludado, com taninos delicados, acidez equilibrada e final complexo e intenso

      Harmonização

      Cozido à portuguesa, arroz de pato e alheira de Mirandela

      Conheça este Produtor

      Portugal

      Ervideira

      Portugal

      A história da Ervideira remonta ao ano de 1880, quando o Conde D’Ervideira – condecorado pelo Rei D. Carlos I de Portugal pelas funções de homem público, político e pela sua contribuição para a população local – iniciou a produção de vinho na região de Évora. O caráter e a obra do Conde D’Ervideira marcaram Évora profundamente. Íntegro e trabalhador, utilizou de suas funções políticas para implementar infraestruturas de circulação de água potável em escolas e igrejas de numerosas aldeias. Como vitivinicultor, alargou o seu património de terras, investiu nas estruturas fundiárias e ajudou a mecanizar e modernizar as técnicas agrícolas. O Conde deixou um legado de paixão para os seus sucessores, que transmitiram esses valores de geração em geração, moldando nos dias de hoje a marca Ervideira, que procura contar essa história por meio de cada rótulo elaborado.

      Ervideira